...

“Os alimentos contêm nutrientes determinantes para o bom funcionamento dos sistemas antioxidante e imunológico do organismo humano. A ingestão de frutas e vegetais tem sido associada à prevenção de várias doenças, entre as quais obesidade, diabetes mellitus tipo 2, câncer, doenças cardiovasculares, doenças degenerativas associadas à idade e doenças autoimunes, cuja patogênese está relacionada ao estresse oxidativo e à inflamação. O papel protetor dos alimentos contra as doenças tem sido atribuído à grande quantidade de enzimas oxidantes, vitaminas, minerais e pigmentos que eles contém, tornando-os essenciais para uma dieta saudável e equilibrada.”

Dra. Ana Lúcia A. Ferreira, diretora da ARBAN e Professora Adjunta do Departamento de Clínica Medicina - FMB, UNESP.


...

“A alimentação saudável inclui alimentos variados, que fornecem os nutrientes adequados ao crescimento e desenvolvimento da criança. Quando você garante um cardápio equilibrado, baseado em todos os grupos alimentares – cereais, hortaliças, frutas, leguminosas, carne, ovos, açucar e oleo – a criança cresce com saúde, proporcionada pela ação dos diversos nutrientes. A dieta deve ser adequada à faixa etária.”

Dr Adalberto Stape, membro do Departamento de Suporte Nutricional da Sociedade de Pediatria de São Paulo, médico pediatra do Hospital Israelita Albert Einstein.


...

“O fósforo tem importância fundamental em todo o funcionamento celular. Ele atua na geração de energia para a célula, participando da síntese do ATP. Isto é fundamental para toda as células do nosso organismo, inclusive a mais importante. o neurônio. Portanto, o fósforo também é considerado um neuronutriente. A falta deste macronutriente leva à morte da célula e, consequentemente, morte do nosso organismo.”

Dr. Mário Cícero Falcão, pediatra e nutrólogo, professor da Faculdade de Medicina da USP.


...

“O potássio, como qualquer outro íon, é importante para manter o equilíbrio do organismo. Ele atua no controle do metabolismo celular e participa de várias reações bioquímicas. O ferro é importante para a prevenção da anemia. Já o zinco é fundamental para o funcionamento adequado do sistema imunológico e, assim, na proteção contra as doenças. Na maior parte dos casos, é possível obter esses nutrientes por meio de uma alimentação balanceada.”

Maysa Penteado Guimarães, médica nutróloga do Hospital Samaritano de São Paulo.


...

“O zinco tem papel fundamental no crescimento da criança. Ele está presente em mais de 100 enzimas que atuam no crescimento, no sistema imunológico, na função neurológica e na reprodução. O ferro é muito importante para o desenvolvimento da criança. Ela participa diretamente da formação do sangue e também é considerado um neuronutriente, importante para a formação do cérebro da criança. Assim, a falta de ferro pode provocar anemia precoce e déficit de desenvolvimento neurológico.”

Dra. Jane Oba, gastroenterologista pediátrica do Hospital Israelita Albert Einstein.


...

“O cálcio é o mineral mais diretamente relacionado ao desenvolvimento e preservação óssea. Com o envelhecimento, pode ocorrer menor absorção intestinal de cálcio e consequente aumento de sua excreção pelos rins, o que aumenta o risco de osteoporose, doença que torna o osso poroso e com maior chance de sofrer fratura.”

Dra. Rosmary Tatiane Arias Buse. Médica especialista em Geriatria pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG).