A importância dos macronutrientes para a vida

Os animais, inclusive o homem, e as plantas dependem de vários nutrientes para uma vida saúdavel. Alguns são amplamente conhecidos, outros são praticamente ignorados pela maioria da população.

Uma planta bem nutrida traz frutos saudáveis, sem quaisquer deficiências, sendo, ideais para a alimentação e bem-estar do ser humano.

A missão da iniciativa Nutrientes para a Vida (NPV), lançada no Brasil em 2016, é esclarecer e informar a sociedade sobre os benefícios dos fertilizantes (ou adubos) na produção dos alimentos, bem como sobre sua utilização adequada.

A NPV atua somente com informações embasadas cientificamente, de modo a explicar claramente o papel essencial dos fertilizantes quando fornecidos em quantidades suficientes e nutricionalmente adequadas aos alimentos, visando atender as necessidades nutricionais para uma vida ativa e saudável.

Todo ser vivo necessita de nutrientes para o seu desenvolvimento. São incorporados ao metabolismo para manter o ciclo vital. Portanto, as plantas também precisam de nutrientes, encontrados justamente nos fertilizantes”, afirma Dr. Luís Ignácio Prochnow, Diretor do Instituto Internacional de Nutrição de Plantas (IPNI) – Programa Brasil.

O fato é que as plantas não se desenvolvem normalmente se não absorverem os nutrientes necessários ao seu crescimento. Elas precisam pelo menos de 17 nutrientes essenciais, configurados em elementos minerais e não minerais.

Os elementos minerais essenciais são: nitrogênio, fósforo, potássio, cálcio, magnésio, enxofre, boro, cloro, ferro, manganês, zinco, cobre, molibdênio e níquel.

Os elementos não minerais (elementos captados no ar ou água) são: hidrogênio, oxigênio e carbono.

Dentre os nutrientes minerais, aqueles exigidos em quantidades maiores pelas plantas, são denominados MACRONUTRIENTES. Eles são: nitrogênio, fósforo, potássio, cálcio, magnésio e enxofre.

Nem todos estão presentes em quantidades suficientes nos diversos tipos de solo. A maioria dos solos tende a apresentar algumas deficiências de minerais, daí a necessidade de aplicação de fertilizantes.

Com exceção do N (nitrogênio), proveniente na atmosfera, todos os macronutrientes são derivados de minerais presentes no solo. Várias indústrias no mundo operam para extrair esses nutrientes e concentrá-los de forma prática para manuseio e transporte, fornecendo assim os nutrientes essenciais de forma mais assimilável pelas plantas.

Segundo o professor da Universidade Federal de Lavras, Dr. Luiz Roberto Guimarães Guilherme, uma das principais autoridades em Solos e Nutrição de Plantas no Brasil, “quando aplicada a fonte correta, na dose correta, no local correto e na época correta, os fertilizantes promovem aumento da produtividade e permitem a produção em larga escala, o que resulta em alimentos de melhor qualidade nutricional. Os nutrientes contidos nos fertilizantes atuam no crescimento mais saudável da planta, visando o maior rendimento das culturas, o que é imprescindível para alimentar uma população mundial que cresce exponencialmente. Quando utilizamos os fertilizantes de modo responsável, conseguimos produzir mais alimentos no mesmo espaço, e com isso, evitamos o  desmatamento novas áreas”.